Desde: 01.06.2011

Desde: 01.06.2011
BOM LEMBRAR: André Luiz - ‘Os Mensageiros’: “O que nos deve interessar, todavia, é a semeadura do bem. A germinação, o desenvolvimento, a flor e o fruto pertencem ao Senhor.” (Paulo e Estevão. Emmanuel/JC): “O valor da tarefa não está na presença pessoal do missionário, mas no conteúdo espiritual do seu verbo, da sua exemplificação e da sua vida”. Emmanuel: “O tédio é sempre filho da incompreensão dos nossos deveres.”. “[...] o desencanto constitui-se um veneno da imprevidência e da irresponsabilidade”. “[...] valiosa é a escassez, porque traz a disciplina. Preciosa é a abundância porque multiplica as formas do bem”. “[...] a permanência na terra decorre da necessidade de trabalho proveitoso e não do uso de vantagens efêmeras”. “Jamais atingiremos nossos objetivos torturando chagas, indicando cicatrizes, comentando defeitos ou atirando espinhos à face alheia. Compreensão e respeito devem preceder-nos a tarefa em qualquer parte.” (Emmanuel) "Tudo que a doutrina espirita me ensinou é que precisamos nos renovar sempre." (Chico Xavier).

terça-feira, 17 de abril de 2018

Sannyasa - ascetismo marcado pela renúncia aos desejos e preconceitos materiais


Sannyasa (sanyāsa) é o estágio de vida da renúncia dentro da filosofia hindu de quatro estágios da vida baseados na idade conhecidos como ashramas, com os três primeiros sendo Brahmacharya (estudante solteiro), Grihastha (chefe de família) e Vanaprastha (morador da floresta, aposentado).  [1] Sannyasa é tradicionalmente conceitualizado para homens ou mulheres nos últimos anos de sua vida, mas os jovens brahmacharis tiveram a escolha de pular os estágios de chefe de família e aposentadoria, renunciar a atividades mundanas e materialistas e dedicar suas vidas a atividades espirituais.

Moksha - várias formas de emancipação, libertação e lançamento


Moksha ( / ˈ m oʊk ʃ ə / ; sânscrito : मोक्ष , moka ), também chamado vimoksha, vimukti e mukti , [1] é um termo no budismo, hinduísmo e jainismo que se refere a várias formas de emancipação, libertação e lançamento.  [2] Em seus sentidos soteriológico e escatológico, refere-se à liberdade do sasāra, o ciclo de morte e renascimento.  [3] Em seus sentidos epistemológicos e psicológicos, moksha se refere à liberdade da ignorância: auto-realização e autoconhecimento.  [4]

Nas tradições hindus, moksha é um conceito central [5] e o objetivo máximo a ser alcançado através de três caminhos durante a vida humana; esses três caminhos são dharma (vida virtuosa, própria, moral), artha (prosperidade material, segurança de renda, meios de vida) e kama (prazer, sensualidade, satisfação emocional).  [6] Juntos, esses quatro conceitos são chamados de Puruārtha no hinduísmo.  [7]

Yogi - "adicionar", "unir", "unir", ou "anexar"


Um yogi (às vezes soletrado jogi) é um praticante de yoga.  [1] Em sânscrito védico, ioga (da raiz yuj) significa "adicionar", "unir", "unir", ou "anexar" em seu sentido literal mais comum, onde nos últimos dias, especialmente no Ocidente, yoga geralmente se refere apenas a exercícios físicos.  O termo yogi é usado amplamente para se referir a sannyasi ou praticantes de meditação em várias religiões indianas.  [2] A forma feminina é yogini , mas nem sempre é usada, especialmente no Ocidente.

Neem Karoli Baba


Neem Karoli Baba (em hindi: [करौली बाबा [2] ) ou Neeb Karori Baba (em hindi: नीब करौरी बाबा) (1900 c. - 11 de setembro de 1973), também conhecido pelos seguidores como Maharaj-ji, era um guru hindu , místico e devoto da divindade hindu Hanuman .  [3] Ele é conhecido fora da Índia por ser o guru de um número de americanos que viajaram para a Índia nos anos 1960 e 1970, sendo os mais conhecidos os professores espirituais Ram Dass e Bhagavan Das e os músicos Krishna Das e Jai Uttal. e Trevor Hall (Rampriya Das) .  Seus ashrams estão em Kainchi, [4] Vrindavan , Rishikesh , Shimla, aldeia Neeb Karori perto de Khimasepur em Farrukhabad , Bhumiadhar, Hanuman Gadi, Lucknow, Delhi na Índia e em Taos, Novo México , EUA.

Primeiros anos

Nascido como Lakshmi Narayan Sharma, por volta de 1900, na vila Akbarpur, Distrito Faizabad (agora Ambedkar Nagar Uttar Pradesh, Índia) em uma família brâmane de Durga Prasad Sharma.  [1] Depois de se casar jovem aos 11 anos, Neem Karoli Baba se tornou um sadhu errante.  Mais tarde ele voltou para casa, a pedido de seu pai, para se casar.  Ele foi pai de dois filhos e uma filha.  [5]

Sadhu - persegue um caminho de disciplina espiritual


Um sadhu (IAST: sādhu (masculino), sādhvī (feminino)), também escrito saddhu , é um asceta religioso, mendicante (monge) ou qualquer pessoa santo do hinduísmo e do jainismo que renunciou à vida mundana.  [1] [2] [3] Por vezes, são referidos como jogi , sannyasi ou vairagi .  [1]
Literalmente significa alguém que pratica um ″sadhana″ ou persegue um caminho de disciplina espiritual.  [4] Embora a grande maioria dos sādhus seja composta de yogīs, nem todos os yogīs são sādhus.  O sādhu é dedicado exclusivamente a alcançar moka (liberação), o quarto e último aśrama (estágio da vida), através da meditação e contemplação de Brahman.  Os sādhus costumam usar roupas simples, roupas cor de açafrão no hinduísmo, brancas ou nada no jainismo, simbolizando seu sannyāsa (renúncia a posses mundanas).  Uma mendicante do hinduísmo e do jainismo é freqüentemente chamada de sadhvi, ou em alguns textos de aryika.  [2] [3]


domingo, 15 de abril de 2018

Sintufce faz denúncias ao MPF sobre arbitrariedades da UFC na implantação do ponto eletrônico



Os coordenadores gerais, José Raimundo e Heveline Ribeiro, a Coordenadora Jurídica Cássia, acompanhados do advogado Clovis Renato foram recebidos pelo Procurador da República, Alessander Sales, para tratarem sobre as dificuldades na implantação do ponto eletrônico na UFC.
Em especial, houve a apresentação de questões já identificadas de descumprimento da legalidade e dos decretos que disciplinam o controle de jornada na universidade, tais como, o controle da jornada do servidor estudante e as práticas de assédio moral e condutas anti sindicais.
O Sintufce formalizou denúncia e o procurador irá se manifestar, incluindo a realização de audiência de mediação com o sindicato e a gestão da UFC.


I Simpósio Estácio de Direito Trabalhista




O evento ocorreu na unidade Parangaba da Estácio, de 12 da 14 de abril, com a participação de diversos professores, alunos e demais profissionais interessados.


A abertura do evento ocorreu com uma mesa redonda com a Profa. Ana Marques, Profa. Eveline Lima, Prof. Gabriela Vanderlei, com a temática ‘A Reforma e suas consequências na vida prática dos trabalhadores’.



A palestra magna foi proferida pelo Dr. Gérson Marques, Procurador Regional do Trabalho (MPT), professor universitário e tutor do Grupe, tratando sobre ‘O sentido da reforma trabalhista e sua relação com a matriz constitucional brasileira’.



No segundo dia houve três minicursos: Considerações sobre os direitos sociais – art. 7º da Constituição Federal, ministrado por Gabriele Vanderlei; Os sentidos do trabalho – uma visão sócio jurídica das relações laborais, com Ana Marques; Considerações sobre cálculos e noções sobre o manejo da plataforma judiciária trabalhista, com Rafael Hallyson.




Os professores Zilmar e Luís Alves proferiram a palestra ‘CLT – aspectos históricos e sociológicos que perpassam a sua existência’.



A palestra de encerramento foi ministrada pelo Prof. Clovis Renato, advogado sindical, professor universitário, membro do GRUPE e da Excola, tratando sobre “O direito coletivo do trabalho e a reforma – novos temas e novas abordagens’.

Grupe: reunião discute temáticas variadas e ações acadêmicas


O evento aconteceu na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC), dia 06 de abril, coordenado pelo Tutor Dr. Gérson Marques, para tratar sobre o curso de oratória jurídica, sobre a formação em metodologia jurídica, bem como da organização da reunião de professores de direito e processo do trabalho nas instituições de ensino superior no Estado do Ceará.


Participaram do evento, além do tutor, o vice tutor Clovis Renato, os membros Regina Farias, Thiago Pinheiro, Rogério Andrade, Maíra Câmara, Deise Araújo, Ariadna Fernandes, Mônica Sá, Rodrigo Rodrigues, Idalgenya Vitoriano, Juliana Mara, bem como as ouvintes Maria Zilda, Sylvana Rodrigues e Maria Karoline.

Ao final, foram apresentadas as diversas decisões sobre custeio sindical, com análise pelo tutor.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Ponto eletrônico para servidores da União e últimas decisões do TCU: Caso UNB

Adote as medidas necessárias à implementação, nas universidades federais e em seus respectivos hospitais universitários, do controle eletrônico de ponto, em substituição ao registro de frequência manual (folha de ponto) , a ser utilizado por todos os servidores de que trata o art. 1º do Decreto 1.867/1996

quinta-feira, 5 de abril de 2018

19 de janeiro de 2018: Número de ações trabalhistas cai em São Paulo (55%)


Foram 6% a menos no ano. Depois da entrada em vigor da nova lei, queda atingiu 55%
São Paulo – O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), o maior do país, com abrangência na Grande São Paulo e Baixada Santista, recebeu 470.830 novos processos em 2017, na primeira queda em sete anos. Em relação a 2016 (488.646), por exemplo, foram 6% a menos.

Dezembro de 2017: Total de ações trabalhistas cai mais de 90%


BRASÍLIA - A nova legislação trabalhista, que entrou em vigor no último dia 11, teve um efeito perceptível em sua primeira semana: derrubou drasticamente o número de ações na Justiça do Trabalho. Dados de cinco tribunais regionais consultados -- Rio Grande do Sul, Bahia, Paraíba, Distrito Federal/Tocantins e Pernambuco -- apontam uma queda de cerca de 60% no número de processos ajuizados em relação à média do primeiro semestre.

03 de fevereiro de 2018: Ações trabalhistas caem mais de 50% após reforma



Número de ações recuou de uma média mensal de 200 mil para 84,2 mil em dezembro, segundo o TST; dúvidas cercam a nova legislação
Após estimular, antes de entrar em vigor, uma corrida à Justiça do Trabalho, a reforma trabalhista fez despencar o número de processos ajuizados em varas trabalhistas assim que as mais de 100 alterações promovidas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) começaram a valer.

Abril de 2018: Nova lei trabalhista derruba em até 77% número de pedidos na Justiça em MS


Maior retração foi de pedidos de indenização por danos morais no primeiro bimestre deste ano
As mudanças introduzidas pela nova legislação trabalhista derrubaram o número de ações nas Varas de Trabalho em Mato Grosso do Sul. A queda chega a 77% no volume de pedidos dos trabalhadores na comparação entre o primeiro bimestre deste ano e mesmo período de 2017. Dados do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 24ª Região mostram que a redução mais acentuada é de pedidos de indenização por danos morais.

terça-feira, 3 de abril de 2018

Caminho, Verdade e Vida – ditado por Emmanuel ao médium Chico Xavier


Caminho, Verdade e Vida – ditado por Emmanuel ao médium Chico Xavier em 1948 (Edição FEB, 2015)


“Batalha do aperfeiçoamento em si mesmo”.

“O tédio é sempre filho da incompreensão dos nossos deveres”. (p. 146)

“[...] o desencanto constitui-se em veneno da imprevidência e da irresponsabilidade”. (p. 146)

“[...] valiosa é a escassez, porque traz a disciplina. Preciosa é a abundância, porque multiplica as formas do bem”. (p.160)

Curso: Aspectos práticos e teóricos da reforma trabalhista


terça-feira, 27 de março de 2018

“As 5 linguagens do amor” (Gary Chapman)


As 5 linguagens do amor: 1) Palavras de afirmação; 2) Tempo de qualidade; 3) Presentes; 4) Atos de serviço; 5) Toque físico.

“[...] elogios são motivadores muito melhores que palavras importunas.” (p. 39)
“O objetivo do amor não é conseguir o que você quer, mas fazer algo pelo bem estar daquele a quem você ama.” (p. 39)
“[...] ao recebermos palavras afirmativas, há uma maior possibilidade de nos motivarmos a retribuir e fazer algo que nosso cônjuge deseja.” (p. 40)
“Dentro de toda criança existe um tanque emocional que deseja ser cheio de amor. Quando a criança se sente amada, ela se desenvolve normalmente, mas, quando o tanque está vazio, ela se comporta mal. Grande parte do comportamento inadequado das crianças tem origem em um tanque de amor vazio.” (p. 20)
“A necessidade emocional de amor, contudo, não é um fenômeno exclusivo das crianças.” (p. 21)
“Precisávamos do amor antes de nos apaixonarmos, e precisamos dele enquanto vivermos.” (p. 22)
“Coisas materiais não substituem o amor humano e emocional.” (p. 23)
Tanto adultos quanto crianças possuem tanques de amor.” (p. 23)

sexta-feira, 23 de março de 2018

Contradições públicas: Professores agredidos são indiciados no Ceará


Veja as peças de denúncia do Ministério Público Estadual que se centram em dano ao patrimônio, em especial, o escudo do policial do Batalhão de Polícia de Choque (BPCHEOQUE).

quinta-feira, 22 de março de 2018

Direito Penal do Trabalho - Seminário



Acesso à justiça após a “Reforma Trabalhista” é tema de qualificação no Mestrado em Direito da UFC


O evento ocorreu na Sala do Mestrado e Doutorado em Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC), com apresentação do trabalho pela discente do programa de pós-graduação em direito Marília Costa Barbosa Fernandes.

A banca foi composta pelo orientador Prof. Dr. Gérson Marques, pela Profa. Dra. Beatriz Rego Xavier e pelo Prof. Dr. Clovis Renato Costa Farias.

Seminário Itinerante de Direito do Trabalho é promovido pelo GRUPE na FIC/Estácio




O evento ocorreu na Sede da Estácio/FIC, Rua Osvaldo Cruz, em Fortaleza, na tarde do dia 21, com a participação de centenas de alunos e demais interessados na apresentação dos membros do GRUPE sobre a "Reforma Trabalhista".


Os membros do GRUPE foram recepcionados pela Profa. Gabriele e pelo Prof. Helano Rangel, com membros da direção da instituição de ensino superior.


Houve a apresentação pelo Tutor Dr. Gérson Marques, seguida de abordagem pelo Prof. Clovis Renato sobre hierarquia, hermenêutica e questionamentos quanto a constitucionalidade de diversos dispositivos da Lei nº 13.467/2017. Os debates foram ensejados por Kelma Lara Lima, também membro do GRUPE.


O membro do GRUPE Ricardo Neves, apresentou diversas nuances da proposta de trabalho intermitente disposta na lei. As provocações sobre o tema foram realizada por Idalgênya Barbosa. 
O evento teve de ser encerrado prematuramente em face do apagão que assolou diversos estados brasileiros na tarde da quarta e será retomado em momento oportuno para dar continuidade às apresentações, nos termos propostos pela entidade.

O GRUPE é um projeto de Extensão vinculado à Universidade Federal do Ceará (UFC), sob o Código DG 00.2010.PJ.0162, que se dedica ao estudo do Direito do Trabalho e do Processo Trabalhista, numa perspectiva de fomento intelectual e de efetiva atuação acadêmica. O GRUPE integra a Rede Nacional de Pesquisas e Estudos em Direito do Trabalho e da Seguridade Social (RENAPEDTS), da qual é co-fundador.

Além dos palestrantes, interessados e membros da IES, participaram os grupeiros Marília Costa Barbosa Fernandes, Paula Maria Silveira, Rodrigo Rodrigues de Oliveira, José Rogério de Andrade Silva, Maíra Câmara Veloso de Maupeou, Hannah Soares Sales de Oliveira, Giuseppina Maria Lamboglia Cunto, Robertson George Fontenelle Vieira.


sexta-feira, 16 de março de 2018

GRUPE se reúne na UFC para tratar de ações 2018


O evento ocorreu na Sala 50 do Prédio Velho da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC), com a presença de grupeiros e interessados, para apresentar os andamentos da organização dos seminários itinerantes de direito do trabalho que ocorrerão em diversas instituições de ensino superior no correr de 2018.


Ainda, foi apresentada e debatida a Proposta de Emenda a Constituição nº 300 que amplia nefastamente a Reforma Trabalhista iniciada com a Lei nº 13.467/2017, alterando a CLT. Agora o Congresso pretende reduzir o tempo para proposição de ação trabalhista para, no máximo, três meses após o fim do contrato de trabalho para litigar envolvendo apenas os últimos cinco anos de relação de trabalho, impor Comissões de Conciliação Prévia como afastadoras do Poder Judiciário, dentre outras inovações prejudiciais aos trabalhadores.

O evento foi encerrado ao meio dia com encaminhamentos aos grupeiros para o desenvolvimento das atividades propostas.

Seminário de Planejamento traça estratégias de luta dos comerciários para o ano de 2018




A diretoria do Sindicato dos Comerciários de Fortaleza encerrou na noite desta quarta-feira, dia 14/3, o primeiro Seminário de Planejamento Anual da nova diretoria da entidade.

O evento aconteceu de 12 a 14/3, no Balneário da Prainha, em Aquiraz, e contou ainda com a participação do assessor jurídico do Sindicato, Dr. Clóvis Renato.


O objetivo desse Seminário foi definir os próximos passos da diretoria visando ações e organizações de todas as secretárias e coordenações.

Durante os três dias, a diretoria do Sindicato debateu conjuntura política e econômica atual e estratégias para a defesa dos trabalhadores e ações específicas de cada secretaria da entidade junto à categoria comerciária.
Fonte: Sindicomerciários

Estácio: Semiário itinerante de Direito do Trabalho (GRUPE)


O GRUPE é um projeto de Extensão vinculado à Universidade Federal do Ceará (UFC), sob o Código DG 00.2010.PJ.0162, que se dedica ao estudo do Direito do Trabalho e do Processo Trabalhista, numa perspectiva de fomento intelectual e de efetiva atuação acadêmica. O GRUPE integra a Rede Nacional de Pesquisas e Estudos em Direito do Trabalho e da Seguridade Social (RENAPEDTS), da qual é co-fundador. 

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Em busca de sentido (Viktor E. Frankl - trechos 42ª ed.)


“Quem tem por que viver aguenta quase todo como.” (Nietzsche)

“A logoterapia vê na responsabilidade a essência propriamente dita da existência humana” (p. 134)

“Possibilidades de influência criativa sobre a realidade.”  

O humor constitui uma arma da alma na luta por sua autopreservação.” (p. 62)

“”A vontade de humor -  a tentativa de enxergar as coisas numa perspectiva engraçada – constitui um truque útil para a arte de viver.” (p. 62)

“O que tinha efeito incomparavelmente maior do que a fala era o exemplo.” (p. 105)

“Se é que a vida tem sentido, também o sofrimento necessariamente o terá. Afinal de contas, o sofrimento faz parte da vida, de alguma forma, do mesmo modo que o destino e a morte.” (p. 90)

“Pela maneira com que uma pessoa assume o seu destino inevitável [...] revela-se uma abundância de possibilidades de dar sentido à existência.” (p. 90)

“O passado também é uma dimensão do ser, quem sabe, a mais segura.” (p. 108)

“Precisamos aprender e também ensinar às pessoas em desespero que a rigor nunca e jamais importa o que nós ainda temos a esperar da vida, mas sim o que a vida espera de nós.” (p. 101)

Viver não significa outra coisa senão arcar com a responsabilidade de responder adequadamente às perguntas da vida, pelo cumprimento das tarefas colocadas pela vida a cada indivíduo, pelo cumprimento da exigência do momento.” (p. 102)

TAO – A Sabedoria do Silêncio Interno

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Campos de concentração na Alemanha


Nascidos no Holocausto


Um dia em Auschwitz (documentário)


A libertação 1945 (documentário)


Holocausto (History Channel)


Em busca de paz e equilíbrio (Divaldo Franco)


Viktor Frankl


O sentido da vida (palestra Décio Landoli)


Palestra: o sentido da vida


Em busca de sentido (palestra Divaldo Pereira Franco)


O sentido da vida (palestra Mário Sérgio Cortella)


Victor Frankl o sentido da vida (Luciano Marques de Jesus)


sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Generosidade (Globo Repórter)


A história da corrupção no Brasil (Arquivo N)


Petrobras (Arquivo N)


Brasília (Arquivo N)


Índia: crianças escravas


Uganda: escravas da milícia Resistência do Senhor


Yazidi e exploração sexual no Iraque

8 livros que você deveria ler


Refugiados sírios


Crianças na faixa de Gaza


Reunião do GRUPE no MPT


GRUPE se reúne para tratar sobre a tradução do livro da Recolpilação de Decisões do Comitê de Liberdade Sindical da Organização Internacional do Trabalho (OIT), na sede da PRT-7ª Região, dia 07.02.
Após os debates acerca das traduções que ensejarão a publicação de um livro pelos membros do grupo, houve a discussão sobre o Congresso Internacional de Direito Sindical.

SINTEC - Clovis Renato trata sobre a Reforma Trabalhista